segunda-feira, 19 de julho de 2010

A quem possa interessar:

Sei que esse blog não tem muitos acessos, nem é famoso. Mas esse não foi a minha intenção quando eu resolvi abrir (mais) um blog pra postar alguns textos de minha autoria.
Depois de 3 ou 4, esse foi o que mais durou (está durando). Frisando que, eu não sou escritora, nunca escrevi, não sou profissional, não ganho nada além de prazer, fazendo isso. Sempre disse que escrevo pra desabafar, porque me expressando em palavras, me sinto mais leve, é o que me faz feliz, minha paixão, o que faz com que eu voe, sem tirar os pés do chão. E não é só aqui que eu escrevo. Costumo me expressar até em pedaço de papel de pão. Tenho cadernos e mais cadernos, com textos, frases, trechos que livros favoritos, letras de músicas e etc. Também já tive uma parede do quarto toda rabiscada com palavras que pra algumas pessoas não faziam sentido algum.
Então, aqui, eu só quero mesmo deixar claro que, escrevo porque me sinto bem escrevendo. E só.
Não sou cult, não tenho uma linguagem difícil, não procuro palavras de efeito, nada disso. Pelo contrário, alguém que entenda mais de língua portuguesa do que eu entendo, se olhar, perceberá vários erros gramáticos tanto nesse texto, quanto em todos os outros que aqui, estão arquivados.
E antes que digam que eu não aceito críticas, deixo aqui, um registro:
Aceito críticas muuuuito bem. Aceito críticas produtivas, críticas argumentadas, críticas que me ajudam. Falando nisso, um menino no twitter, me explicou alguma coisa sobre crase, pois eu tinha errado lá.
Não sou poeta, não tenho livro NENHUM publicado, e nunca, NUNCA achei que escrevesse bem. Pelo contrário, tenho vários rascunhos salvos aqui. E textos que eu apaguei e (consequentemente) perdi, por achar que estavam uma bela de uma merda.
Eu nunca quis agradar ninguém por aqui, muito menos atacar alguém, mas acho MUITO injusto que as pessoas venham me atacar sem nenhum fundamento, sem argumentos e algo que possa acrescentar em vez de tentar me rebaixar. E o pior, que não são "críticas" aos meus textos, ou a maneira que eu escrevo, mas xingamentos ridículos voltados à minha pessoa. E eu não sou obrigada, e mesmo se eu fosse, não aceitaria esse tipo de coisa vindo de quem vem.
Se eu agradei alguém com algum texto daqui, se a pessoa gostou, concordou, eu agradeço de coração. Pois sei que a pessoa pensa igual a mim. Se eu sem querer insultei alguém, ou machuquei alguém com algum texto daqui, peço sinceras desculpas. Quer xingar meus textos, criticar meu blog, os meus erros gramaticais, a forma como eu escrevo e o que eu penso? Ótimo. Sinta-se completamente a vontade para utilizar dos comentários. Prometo que irei ler tudo, e absorver aquilo que me traz algo de bom e produtivo.
Prometo que responderei também, mas pra isso, preciso que a pessoa se identifique e dê a cara a tapa. Assim como eu faço, e sei que gostam. Outra coisa: Não sou um bicho de 7 cabeças, não vou comer quem vier me falar alguma coisa desagradável mostrando a cara, pelo contrário, acharei BEM mais digno do que me dar indiretinhas via twitter.

Tudo esclarecido. Aos que não mereciam ler esse post: Desculpa, não era pra vocês, abstraiam isso.
Aos que mereciam: A primeira característica de gente incapaz, é criticar e não mais tarde, desmerecer o trabalho alheio. Ou o prazer alheio, também. E isso, não é sinal de que você tem a porra da opinião própria, ou tem argumentos para discutir saudavelmente. É só um sinal de que você é INCAPAZ. E desmerecedor de qualquer sentimento, até mesmo o ódio, porque até o ódio consegue ser sincero. Deixo aqui, a minha total indiferença perante a sua postura degradável.


Pronto, podemos voltar a programação normal.

Com carinho, C.

2 comentários:

Frontelle disse...

Acho fantástico você utilizar-se da escrita para desabafar, expor suas ideias, arranjar os pensamentos. As vezes eu me sinto tão confuso e com a cabeça tão cheia que é justamente essa a melhos situação que encontro, por tudo no papel. Prefiro mil vezes todo um caderno rabiscado de anotações e pensamentos do que minha cabeça cheia e confusa, sem saber para onde ir. Pelo menos assim consigo identificar o que estou pensando de util e o que quero fazer. Parabéns pelo blog e seu catater, de expor o que pensa sem ter meias palavras.

Rubão disse...

Ótimo texto.
Nem todo mundo consegue se expressar através da escrita, ainda mais de forma clara e objetiva como você fez.
Ataques de pessoas desqualificadas, ainda mais na internet, é comum a todos...pessoas loucas ( no mau sentido ) existem aos montes, e é por aqui,na internet, escondidas atrás de um computador, que muitas dessas pessoas encontram refúgio, por isso, não desanime.

beijo